Floravita apoia projeto que orienta mulheres contra relacionamentos abusivos no Paraná.

A violência contra a mulher infelizmente está presente nos quatro cantos do mundo – sejam elas físicas ou psicológicas. No Brasil, este cenário não é diferente. Pesquisam apontam que, ao menos, 70% das mulheres que procuram acompanhamento profissional passaram por algum tipo de abuso nos relacionamentos amorosos. E esta é, sem dúvida, uma das maiores preocupações da Floravita.

Diante desta realidade, parte dos nossos lucros do último mês de março foi destinada para o apoio do projeto (En)canto do Sereio que tem como objetivo orientar, informar, conscientizar e fortalecer mulheres contra relacionamentos abusivos dissimulados. O foco é auxiliar, identificar e prevenir mulheres vítimas deste cenário violento. Em 2021, a instituição sem fins lucrativos chegou inclusive a lançar um livro – também intitulado O (En)Canto do Sereio – que aborta este problema de ordem social.


O cheque foi entregue para Flávia Ohde, idealizadora do projeto, na sede da Floravita, em Curitiba. Para ela: O apoio da iniciativa privada é muito importante. O projeto é novo, mas toca muitas pessoas. E as empresas têm uma responsabilidade social muito importante, porque mais de 60% da mão de obra no Brasil envolve mulheres. Os empresários devem dar uma atenção especial para suas funcionárias. Os relacionamentos abusivos estão em todos os lugares e, muitas vezes, esta realidade não é falada, porque causa muita vergonha isso. Precisamos, por fim, quebrar esses paradigmas - ressalta.


Vale ressaltar que a Central de Atendimento à Mulher também presta uma escuta e acolhida às mulheres em situação de violência. O serviço registra e encaminha denúncias de violência contra a mulher aos órgão competentes.


A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana.

O Ligue 180 atende todo o território nacional.

A Floravita acredita num mundo melhor. E, para que isto aconteça, precisamos estar unidas(os) com coragem e em prol do amor!

Conheça mais sobre o projeto em @encantodosereio

9 visualizações0 comentário