A HISTÓRIA DA FLORAVITA

Respeito, valorização e relevância. Esse é o tripé que resume a essência da nossa empresa. São os fundamentos que nos impulsionam, motivam e renovam diariamente nossas forças e vontade de realizar. Mas, antes de lhe contar um pouco desta história, deixa-me apresentar: Meu nome é Angélica Aguas, mãe do Enrico, empresária, idealizadora e fundadora da Floravita.

Valorizo e me orgulho por minha base do convívio familiar e educação terem sido pautadas em princípios cristãos. Ao longo dos anos, seguindo as orientações contidas na Palavra de Deus, fiz prova de que estreitar os laços com o Criador nos fortalece e nos torna resilientes e perseverantes. Jesus nos dá direcionamento, estratégias, discernimento, criatividade e sabedoria para lidar com todo e qualquer desafio, sem desistir dos sonhos plantados por Ele em nossos corações, nos mantendo firmes em Seus propósitos. A Bíblia deveria ser a todos nós independente das circunstâncias, o manual de instruções para as diversas áreas das nossas vidas.


Entre tantas referências que tenho até hoje, a presença do meu pai se destaca. Sr Anibal Costa Aguas sempre foi um homem bondoso, honesto, obstinado pela excelência e dedicado em tudo o que faz. Minha formação, através da criação de meus pais, foi moldada na base da verdade e do respeito ao próximo e são esses os ensinamentos e valores que passo ao meu filho. Sr Aníbal e Sra Mariliza são minhas referências, juntos há quase 50 anos, um casal inspirador e modelo em relação a parceria, companheirismo, lealdade e amor.

Comecei a trabalhar muito cedo, e exerci diversas funções em uma renomada emissora de rádio em Curitiba, capital do Paraná. Fui vendedora autônoma e me mantenho sendo uma grande sonhadora. Foi nessa fase da vida que percebi que meu propósito estava pautado na causa humana e é a grande motivação diária para pedir sabedoria a Aquele que nos dá sem medida, Deus, e enfrentar os desafios. O coração arde pelo desejo em contribuir por um mundo melhor, com menos injustiça e maior cuidado com o meio ambiente. E foi, ainda nos primeiros anos do século XXI, em um dos momentos mais desafiadores da minha vida onde senti paz no coração para iniciar essa grande e abençoada jornada, a criação da Floravita.


Sempre tive o sonho de ingressar no mundo empreendedor. Um negócio que mudasse minha trajetória de uma maneira íntegra e que impactasse positivamente outras vidas. Uma empresa humana, sabe? Um negócio criativo, com bom gosto e com produtos de primeira qualidade. Que fosse moldado pelo ato de auxiliar na qualidade de vida e na realização de sonhos de consumidores, colaboradores e, acima de tudo, contribuir ativamente para um mundo melhor.


Era a hora de desenvolver com máxima potência e resiliência as habilidades que Deus havia me dado.


Existe uma palavra muito usada no marketing chamada “brainstorming”. É uma expressão inglesa que, na tradução para o português, significa “tempestade de ideias.” Em resumo, é uma dinâmica usada para desenvolver novas ideias ou projetos. Normalmente, essa técnica é realizada em grupo. Mas, naquele momento minhas companhias foram uma caneta e um pedaço de papel.


Era uma tarde chuvosa de julho de 2007. Minha sala era pequena. A sensação que tive foi que o tempo parou naquele instante e trouxe à memória o que eu havia vivido até ali e coloquei tudo isso naquele papel. Fiz com intensidade e verdade, pensei em tudo que acreditava e que me fazia sentido, um processo criativo inspirado por Deus e com intuito de transformar vidas.


Agora as ideias já estavam no papel, o nome FLORAVITA tinha nascido. Com muito amor e coragem segui firme no propósito, era hora de buscar as pessoas certas que acreditassem junto comigo nesse sonho.


O endereço: Avenida Paraná, número 1524, bairro Bacacheri, Curitiba, capital do Paraná. Dois meses depois, este era o primeiro endereço da empresa que tinha acabado de nascer. Josielen Herrera e Valéria Santos foram as primeiras colaboradoras. Atualmente, duas grandes amigas.


Éramos nós três. Só nós três e Deus! Enquanto produzia e realizava pessoalmente os merchans, ou seja, as divulgações nas emissoras de rádio e de televisão, também era a responsável pelos contatos comerciais, treinamentos de vendas e cuidava de toda parte burocrática, logística, administrativa e financeira, já elas, atendiam os clientes. E foi assim que vieram as primeiras conquistas e desafios para emplacar a marca FLORAVITA num cenário inóspito e, muitas vezes, desleal. Não desistimos e graças ao bom Deus seguimos em frente.

E foi justamente neste período que a globalização – iniciada ainda na década de 80 - se intensificou no Brasil. A comunicação entre as pessoas ficou mais fácil com o advento de novas tecnologias. A interligação econômica e social global transformaram nosso negócio. O que antes era improvável - um contato comercial, por exemplo, com várias regiões do país e do mundo - poderia ser feito em questão de segundos. E, como sempre acreditei no princípio da oportunidade, a FLORAVITA ganhou força e cresceu. Os anos passaram. Ganhamos força. Fidelizamos nossa marca no cenário nacional.


Atualmente, nossa empresa conta com a colaboração de centenas de profissionais de diversas áreas. Mulheres e homens que trouxeram experiências e novas formas de trabalhar. Especialistas do mundo empreendedor.


Afirmo para você que nosso dia a dia se resume a coerência em todos os processos e atos propostos; no tratamento com respeito, verdade e empatia em qualquer etapa do nosso negócio; e na contribuição para um mundo cada vez mais sustentável.


Além disso, temos uma busca incessante em ser referência junto à sociedade por iniciativas e ações de impacto social e humanitário. Parte do lucro das nossas vendas é revertida para estender a mão para brasileiras e brasileiros – independentemente da idade – que atualmente vivem em situação de vulnerabilidade social. Um exemplo disso é o nosso programa: “Aguas no Mundo” que desde o início da pandemia, ou seja, em um ano e sete meses, já entregou 10 mil marmitas a moradores de rua, também perfurou o poço de água EN-HACORÉ 1, de 70 m que atende a Comunidade Indígena Tabepa Carnaubal, localizada no estado do Ceará e que sofria pela falta de água, além de distribuir 2 toneladas em alimentos não perecíveis a famílias necessitadas.


Posso finalizar este breve texto, querida(o) leitora(or), dizendo que já são quatorze anos de muitos desafios e muitas realizações. Nossas diretrizes organizacionais estão bem estabelecidas para que nosso futuro, mesmo diante das dificuldades, seja cada vez mais promissor e que impacte e transforme positivamente a sociedade, os nossos clientes e colaboradores.


Fazemos com amor, honramos a Deus e sabemos onde queremos e vamos chegar!

Angélica Aguas – Idealizadora da FLORAVITA

33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo